Sessão solene de abertura dos trabalhos na Câmara de São Luís tem grande público

A Câmara Municipal de São Luís retomou os trabalhos nesta segunda-feira (5) com uma sessão solene, que contou com a presença de diversas autoridades. As atenções para o Parlamento municipal devem ser grandes, uma vez que este é um ano eleitoral.

Diversas autoridades estiveram presentes. Entre elas: o governador do Estado, Carlos Brandão; o vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão; o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Paulo Velten; o secretário de Articulação de São Luís, Márcio Andrade; entre outros.

Após abrir os trabalhos, o presidente da Casa, vereador Paulo Victor (PSDB), concedeu a palavra para os convidados. Paulo Velten foi o primeiro e, citando ‘Alice no País das Maravilhas', disse que sociedade e instituições precisam estar em sintonia.

“O país que nós precisamos é um país em que a sociedade acompanhe as instituições. E as instituições são fundamentais para que a sociedade se fortaleça. […] Para este ano, nós sabemos que a Câmara Municipal de São Luís tem um grande papel. […] Temos uma grande expectativa na nova Lei de Zoneamento, que me parece que vem, de novo, para a Câmara em breve”, disse Paulo Velten.

O governador Carlos Brandão apresentou um resumo das ações do Governo na capital maranhense, destacando algumas obras entregues e outras em execução. No final do pronunciamento, Brandão, em tom harmônico, falou que os poderes Executivo e Legislativo de São Luís precisam dialogar.

“Pode contar com a nossa parceria. Vocês sabem, eu tenho responsabilidade, eu tenho compromisso, eu tenho afinidade com os vereadores na relação pessoal, de amizade, além da relação política, porque eu sei que vocês trazem as demandas importantes, que são as demandas da população. Espero que, em 2024, a Câmara consiga ter uma relação mais próxima da prefeitura para que as coisas possam acontecer. Eu vejo muita divergência, muita falta de diálogo. Enfim, são coisas que precisam ser resolvidas entre a Câmara e a Prefeitura. Eu mesmo, por exemplo, estive em campos contrários ao prefeito Braide na última eleição, mas já tive duas audiências com ele tratando de coisas de interesse do nosso Estado. Porque quando se trata de interesse da cidade de São Luís, eu acho que é justo a gente sentar. Não conversamos de política, conversamos apenas de ações que precisam da mão do Governo e da mão do Município. Estou completamente aberto ao diálogo para que a gente possa desenvolver as ações da prefeitura. Tenho uma boa relação com a Assembleia, uma boa relação com os prefeitos, com todos os poderes. Aqui, também, tem que haver um esforço mútuo para que possa ter um bom diálogo. Estou pronto para ajudar a intermediar para que as coisas aconteçam. não tô aqui culpando A, nem b. Mas entendo que é importante esse bom diálogo com o Parlamento, assim como eu tenho com os 42 deputados”, salientou Brandão, citando, inclusive, a liberação de emendas impositivas.

Ao falar, o vereador Paulo Victor enalteceu o papel da Câmara Municipal nos trabalhos ao longo do ano passado e destacou que a Casa é democrática nas proposições.

“Nesta casa não cabe revanchismo, intolerância ou censura de ideias. Tudo que for para o benefício da população será acolhido, pautado e e decidido por cada vereador, cada vereadora que compõe a Câmara Municipal de São Luís. Por isso, é fundamental que se preze pela harmonia. E, muitas vezes, confunde-se harmonia com concordância. E aí está nosso exercício diário na Câmara: fazer com que a essência desta Casa permaneça intacta”, frisou Paulo Victor.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.