Semana Santa: confira a programação de igrejas e paróquias da Grande Ilha

“Todos os anos, no calendário litúrgico, a Igreja assinala uma semana como sendo santa. Muitas pessoas vivem essa semana com expectativa de um feriado prolongado e não se preocupam com o seu significado. O tempo cronológico pode ser santificado pela vivência das boas obras, pela prática da oração e pela unificação ao mistério de Cristo. É isso que a Igreja deseja intensificar nestes dias santos. O que se celebra a cada domingo, é celebrado nesta semana de uma forma mais didática e aprofundada”. (Bispo Dom Messias dos Reis Silveira-CNBB).

A Semana Santa da Igreja Católica começa com o Domingo de Ramos e vai até o Domingo de Páscoa, a Páscoa da Ressurreição. A semana é santa porque nela celebra-se o grande mistério da Redenção realizado pelo filho de Deus, sua paixão, morte e ressurreição. Fiéis de igrejas, paróquias e comunidades de todo o Brasil vivenciam a saga de Jesus, até a ressurreição.

Na Quinta-feira Santa, com a Missa da Ceia do Senhor, inicia-se o Tríduo Pascal. A celebração da Quinta-feira Santa prolonga-se durante a Sexta-Feira da Paixão e Sábado Santo. Na Vigília, do Sábado conclui-se o tríduo Pascal. No Domingo da Páscoa, o anúncio que Cristo ressuscitou.Segundo a Arquidiocese de , “este é o momento mais importante vivido pela Igreja Católica, onde os fiéis, durante os 40 dias da Quaresma, se prepararam para viver com oração, penitência e obras de caridade”.

Em suas reflexões para a Semana Santa, Dom Gilberto Pastana, arcebispo de São Luís, recomendou um exercício espiritual diário. “Faça o projeto de vida com a motivação de dar o melhor de si para Jesus e para o seu próximo. Para ser vivido no tempo da Páscoa. Celebre também a sua Páscoa”.

A programação da Semana Santa

Quinta-feira Santa – 28 de março

A Quinta-feira Santa dá início ao Tríduo Pascal – os três dias que antecedem a Ressurreição de Jesus. Seu nome formal é Missa da Ceia do Senhor, que foi a primeira celebração da Eucaristia. Outros ramos do cristianismo se referem a esse dia como Quinta-feira Santa.

Sexta-feira Santa – 29 de março

A Sexta-Feira Santa da Paixão de Cristo, comumente conhecida como Sexta-Feira Santa, é o único dia do ano inteiro em que não há celebração de missa. É um dia solene que exige jejum e abstinência.

Sábado Santo – 30 de março

A missa do Sábado Santo é a Vigília Pascal, que encerra o Tríduo e dá início às celebrações da Páscoa.

Domingo de Páscoa – 31 de março

Em comparação com as outras celebrações da Semana Santa, as missas do Domingo de Páscoa são mais semelhantes às que ocorrem durante o Tempo Comum. A atmosfera festiva continua desde a Vigília de Páscoa, com o espaço de adoração decorado com lindas flores, especialmente lírios brancos. Os batizados celebram a passagem do pecado para a Vida Nova em Cristo, com a Ressurreição.

Confira a programação de algumas igrejas e paróquias da Grande Ilha no Domingo de Páscoa

Igreja Nossa Senhora da Paz (Parque Shalon) – 9h

Matriz Santa Paulina (Residencial Pinheiros) – 7h e 19h

Santuário da Conceição (Monte Castelo) – 7h, 9h, 17h e 19h

Santuário de Nazaré (Cohatrac) – 6h30, 9h, 17h e 19h

Santuário de São José de Ribamar – 6h, 7h30, 8h30, 11h, 15h, 17h, 18h30

Paróquia Nossa Senhora da Penha (Anjo da Guarda) – 7h e 19h

Paróquia Sant'Ana (Angelim) – 7h e 19h

Paróquia Divino Espírito Santo (Liberdade) – 7h e 18h30

Paróquia São João Calábria Cidade Operária) – 7h, 10h e 19h

Paróquia Nossa Senhora da Vitória (Catedral da Sé) – 10h e 17h30

Capela Conventual Menino Jesus de Praga (Cohama) – 6h30, 8h30, 16h e 18h

Paróquia São Francisco de Assis (São Francisco) – 8h30 e 19h

Paróquia São Cristóvão – 7h e 19h

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.