São Paulo terá chuva forte como no Sul do País? Entenda

As chuvas que atingiram nos últimos dias o estado de São Paulo e boa parte região Sudeste ocorrem em decorrência do avanço da última frente fria, originada no Sul do Brasil, que avançou para o Sudeste. Essa formação causa grande instabilidade, com significativo volume de chuvas, além de deixar as temperaturas mais amenas, após dias consecutivos de calor extremo.

Conforme a especialista em meteorologia da Meteoblue Franciane Rodrigues, com base também em informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet), a partir de quinta-feira, 23, há risco de chuva com intensidade próxima aos temporais no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, onde sete morreram.

“Há possibilidade de (a chuva) ser forte e com ventania, devido ao avanço da frente fria, mantendo esse comportamento atmosférico entre quinta-feira, 23, e domingo, 26, no estado de São Paulo. Neste período, pode haver alertas e avisos do Inmet sobre tempestades para o estado de São Paulo”, afirma Franciane.

Ao longo deste feriado prolongado, a Defesa Civil alertou para a possibilidade de rajadas de vento . No sábado, às 15 horas, as rajadas de vento atingiram 87,8 km/h em Ourinhos, no interior paulista. Segundo balanço do estado no fim da noite de domingo, 19, ao menos 26 municípios paulistas foram atingidos por temporais e fortes ventos, sendo Itapeva um dos mais afetados. Houve quedas de árvores, assim como falta de energia e de água.

Conforme a especialista em meteorologia, o mesmo sistema que ocorreu no Sul do País avançou o Sudeste, espalhando chuvas para outros estados da região.

Enquanto isso, no interior do Brasil, a chuva está associada ao calor forte combinado com o aumento da umidade ao longo da atmosfera, devido ao padrão dos ventos em altos níveis. Isso favoreceu e ainda favorece a formação de nuvens carregadas, com potencial para chuvas e temporais isolados. “Esses dois sistemas juntos ajudam a espalhar chuva em boa parte do Brasil, reduzindo a onda de calor dos últimos dias”, acrescenta Franciane.

Nesta segunda-feira, 20, a frente fria que atuou nos últimos dias em São Paulo se deslocou para o Rio de Janeiro, mas a sua proximidade mantém a previsão de chuvas fracas e isoladas para as regiões norte, nordeste e leste paulista. Nas demais áreas, a previsão é de céu nublado ou parcialmente nublado, e as temperaturas seguirão em gradativa elevação.

Na terça, 21, e na quarta-feira, 22, conforme a especialista em meteorologia, o tempo ficará estável no período da manhã na maior parte do estado, mas à tarde pancadas de chuva isoladas podem ocorrer devido à circulação de ventos no interior do continente. Isso favorecerá a formação de nuvens de chuva e as temperaturas seguirão em elevação.

Por fim, entre quinta e sexta-feira, 24, o avanço da frente fria provocará novas instabilidades com aumento da nebulosidade com grande potencial para chuvas com trovoadas isoladas, algumas com intensidade moderada a forte, acompanhadas de descargas elétricas e eventuais rajadas de ventos.

Veja a previsão em São Paulo para os próximos dias

  • Segunda-feira: entre 18ºC e 21ºC
  • Terça-feira: entre 18ºC e 28ºC
  • Quarta-feira: entre 21ºC e 30ºC
  • Quinta-feira: entre 20ºC e 30ºC
  • Sexta-feira: entre 16ºC e 20ºC

Chuva no Rio Grande do Sul

Quatro pessoas morreram no Rio Grande do Sul e outras três em Santa Catarina por causa dos impactos provocados pelas fortes chuvas nos últimos dias. Há dois desaparecidos no interior gaúcho e um no litoral catarinense. O Vale do Taquari (RS), destruído pelo ciclone extratropical de setembro, volta a ter inundações. Os governos atuam para tirar moradores de áreas de risco e prestar auxílios aos afetados.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.