Rússia lança 45 drones em massa em nove regiões da Ucrânia, incluindo Kiev

As forças militares russas lançaram 45 drones em massa sobre a Ucrânia neste domingo, em uma operação de cinco horas e meia, segundo autoridades ucranianas. Em comunicado, a Força Aérea Ucraniana disse ter abatido 40 drones Shahed de fabricação iraniana em nove regiões diferentes pelo sistema antiaéreo, incluindo os arredores da capital do país, Kiev.

O ataque aéreo de cinco horas e meia teve como alvo instalações agrícolas e infraestruturas costeiras, relataram funcionários das forças de defesa do sul da Ucrânia no Telegram. Segundo os militares, um ataque na região de Mykolaiv feriu uma pessoa, provocando um incêndio e danificando edifícios residenciais próximos. Outra pessoa ficou ferida na região de Dnipropetrovsk, na Ucrânia, quando eclodiu um incêndio devido à queda de destroços de um drone destruído, disse o chefe da administração militar da região, Serhiy Lysak. Ataques foram registrados também no sul do país, na fronteira com a Moldávia.

A presidente da Moldávia, Maia Sandu, respondeu ao incidente dizendo na rede social X (antigo Twitter) que “a guerra da Rússia contra a Ucrânia atingiu novamente as proximidades do país”. “A descoberta de destroços de drones Shahed no sul da Moldávia hoje serve como outro lembrete da dura realidade que enfrentamos. A agressão da Rússia põe em perigo todo o continente. O apoio à Ucrânia deve continuar”, disse ela.

A ofensiva russa ocorre em meio à reestruturação do gabinete de guerra pelo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky. O ucraniano anunciou neste domingo que o ex-vice-ministro da Defesa, tenente-general Alexander Pavlyuk, será o novo comandante das forças terrestres da Ucrânia. Novos decretos presidenciais também nomearam Yurii Sodol, antigo chefe do corpo de fuzileiros navais da Ucrânia, como o novo comandante das forças combinadas da Ucrânia, o general Ihor Skibiuk foi nomeado comandante das forças aéreas da Ucrânia e o major-general Ihor Plahuta assumiu o comando das forças de defesa territorial da Ucrânia.

O serviço de inteligência militar da Ucrânia disse, com base em gravação interceptada entre soldados russos, que as forças russas usaram terminais Starlink para ajudar no ataque.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.