“Que pague pelo erro”, diz irmã de homem morto em acidente com Porsche

São Paulo – A irmã de Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, o motorista de aplicativo que morreu após o Porsche conduzido pelo empresário Fernando Sastre de Almeida Filho, de 24 anos, bater no Renault Sandero que ele conduzia, afirmou esperar que a Justiça seja feita e o responsável pague pelo erro.

Ana Maria disse à TV Bandeirantes que o irmão estava trabalhando no domingo (31/3) de Páscoa “para dar o melhor para a família”. Segundo ela, não é fácil acreditar que Ornaldo, “um homem trabalhador, honesto e sempre batalhador”, morreu desta maneira.

“Que a justiça seja feita para não ficar impune, mais um caso no esquecimento, mas um caso aí. (…) [Ele era] trabalhador para poder arcar com o pagamento do carro, da casa, [então] tinha que estar na luta, correndo. O trabalhador é assim, descansa um pouco e vai para a luta. O dia dele era assim”.

A irmã da vítima destacou que o motorista deve ter responsabilidade ao volante: “A gente tem que dirigir por você e pelas pessoas, tem que ter atenção, não andar em alta velocidade para tirar a vida do ser humano. A vida tem que ter um controle, não é assim, passar por cima de tudo, sair levando tudo. Não. O carro é para se andar, tem que ter o controle”.


0

Fernando Sastre de Almeida Filho se apresentou para a polícia na tarde desta segunda-feira (1º/4) e teve a prisão temporária pedida.

Em depoimento, o empresário afirmou ao delegado Nelson Vinicius Alves que estaria “passeando” com um amigo, na madrugada de domingo (31/3), negou que tenha bebido e confirmou que era o motorista do Porsche, avaliado em mais de R$ 1 milhão, envolvido na colisão.

Fernando Filho deixou o 30º DP, no Tatuapé, pela porta da frente por volta das 20h20.

O acidente

As imagens de uma câmera de monitoramento obtidas pela Polícia Civil mostram a com que o Porsche conduzido pelo empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, atinge um Renault Sandero, na madrugada de domingo (31/3), na avenida Salim Farah Maluf, na zona leste de São Paulo. O acidente deixou um morto e um ferido.

Segundo as imagens (assista abaixo), o veículo de luxo do empresário, avaliado em mais de R$ 1 milhão, estava em altíssima velocidade quando bateu contra a traseira do carro de aplicativo de Ornaldo da Silva Viana, 52 anos. O Porsche arrasta por alguns metros o automóvel da vítima, que estava trabalhando. A luz de alguns postes chega a apagar, tamanha a violência da batida.

O vídeo reforça o que testemunhas disseram à polícia. Segundo os relatos, Fernando seguia em alta velocidade pela Avenida Salim Farah Maluf. Eram cerca de 2h20 quando o empresário fez uma ultrapassagem, em alta velocidade, e colidiu seu Porsche, modelo 2023, contra a traseira do Renault Sandero.

Por causa da alta velocidade, a frente do carro de luxo ficou completamente destruída, da mesma forma que a traseira do veículo da vítima.

Ornaldo foi levado para o Hospital Municipal do Tatuapé, onde chegou com quadro de parada cardiorrespiratória. A equipe médica tentou reanimá-lo, sem sucesso. Ele morreu por causa de “traumatismos múltiplos”. Ornaldo era casado e deixa três filhos.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.