Para Tebet, Selic a 9% “não pode ser o piso” do Banco Central

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet (MDB), afirmou que o Banco Central (BC) não deve considerar 9% como índice mínimo para a Selic neste ano. A afirmação da ministra ocorreu durante entrevista à CNN Brasil divulgada neste sábado (30/3).

“Não pode ser o piso”, disse Tebet sobre o mínimo da taxa básica de juros. Em março, o Banco Central reduziu a Selic pela sexta vez consecutiva em 0,5 ponto percentual, saindo de 13,75%, em agosto de 2023, para 10,75%, neste mês.

Tebet enfatizou que o Banco Central “demorou para começar a baixar os juros”.

Na última reunião, em 20 de março, o Comitê de Política Monetária (Copom) indicou que é esperada mais uma redução de 0,5 ponto percentual da Selic em maio, o que reduzirá a taxa básica de juros para 10,25% ao ano.

Segundo o boletim Focus, com analistas de mercado, a taxa básica de juros deve encerrar 2024 em 9% ao ano.

Tebet defende que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem dado sinais de melhoras na economia e que é possível reduzir a taxa Selic.

“Não pode ser o piso. O que mudou? Só pode ser o piso se, a partir do segundo semestre, dermos [a equipe econômica] outros sinais que nós não estamos dando. O BC não está analisando só os preços de alimentos e a inflação. O BC está de olho também na fiscal do governo”, destacou a ministra.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.