“Nunca estamos preparados”, diz ex-mulher de vítima de acidente no AM

Em relato emocionado, a ex-mulher de Gilcresio Salvador Medeiros (foto em destaque), 74 anos, lamentou a morte do dono da Pousada Serra da Mesa em aéreo no Amazonas. O empresário era um dos turistas a bordo do avião que caiu no município de Barcelos, na tarde deste sábado (16/9).

Gilcresio da Pousada, como era conhecido, e outros 11 turistas que morreram a bordo do avião estavam no Amazonas para a prática da pesca esportiva. A informação foi revelada pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Vinícius Almeida, durante coletiva de imprensa realizada na noite de hoje.

A confirmação da morte do empresário foi divulgada por meio do Instagram oficial da pousada, localizada em Niquelândia (GO), pela ex-mulher de Gilcresio — ela não se identificou na postagem.

“Muita gente está me perguntando se o Gil tava no avião que estava indo com os pescadores pra Manaus, e ele estava, infelizmente. Eu só vim mesmo dar uma notícia, porque sei que tem muitos seguidores que conhecem o Gil. Sim, ele estava no avião que caiu com 12 pescadores no Amazonas”, disse a ex-mulher.

“Eu ainda não sei muita informação, mas vim aqui só pra falar com vocês que, infelizmente, ele morreu. Eu acabei de saber. É triste, é aquela coisa, nós nunca estamos preparados para a morte”, completou.

A perícia e o resgate dos corpos ocorrerão ainda neste domingo (17/9), logo nas primeiras horas da manhã.


0

A aeronave havia saído de Manaus com destino a Barcelos, a cerca de 400 km da capital do Amazonas. Ainda não sabe a causa da queda, mas chovia no momento do acidente. No total, 14 pessoas morrreram, sendo 12 turistas, o piloto e o copiloto. A maioria das vítimas teria origem norte-americana.

Além disso, o secretário Vinícius Almeida ressaltou que os relatos são de que não teria havido pista suficiente para efetuar o pouso da aeronave no aeroporto de Barcelos, mas uma conclusão oficial depende das investigações. “O relato é de que não teve pista (suficiente) para pousar”, detalhou

Almeida acrescentou que, a princípio, todos os passageiros eram turistas. Eles estavam no Amazonas para a prática de pesca esportiva, o maior atrativo de Barcelos (AM), destino final do vôo. Nesse esporte, o objetivo é pescar o peixe por diversão e, então, devolvê-lo à natureza, vivo.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.