“Não queria estar no lugar de professora de ninguém”, conclui Pitel ao ser questionada se ‘passou pano’ para colegas de confinamento

“Não queria estar no lugar de professora de ninguém”, conclui Pitel ao ser questionada se ‘passou pano' para colegas de confinamento
Foto: Globo/João Cotta

Faltando duas semanas para o fim do Big Brother Brasil 2024, a alagoana Giovanna Letícia Marinho, conhecida como Pitel, foi a 16ª participante eliminada da edição na última terça-feira, 02. Amiga de participantes que tiveram falas consideradas polêmicas, a assistente social afirmou durante entrevista com Ed Gama e Thaís Fersoza que “Não queria estar no lugar de professora de ninguém” ao ser questionada se teria se omitido diante do comportamento dos amigos.

“Eu tenho as minhas questões muito afirmadas aqui fora, o que eu defendo, o que eu aceito, o que eu quero, isso é muito afirmado, é muito firme para mim aqui fora. Mas lá dentro eu não queria estar nesse lugar de professora de ninguém, todo é adulto e que você responde para seus próprios atos. Não sou eu que vou estar nesse lugar, não quero fazer esse papel de correção, sabe? 2024. Se você é polêmico ou problemático nas suas opiniões aí, que você arque com as suas próprias consequências. Não cabe mais a mim. Se a gente tivesse numa época que não tem internet, que não tem acesso à livro, não tem acesso à informação, beleza, talvez eu pensasse em estar nesse lugar de correção, nesse lugar de, ‘ah, você está errada', mas aí você precisa entender sozinha, porque você responde pelos seus próprios atos. Não cabe a mim”, respondeu Pitel.

Notícias Relacionadas


Na última semana, Fernanda Bande, confeiteira e amiga de Pitel no confinamento, foi acusada de racismo depois de fazer um comentário sobre o motorista de aplicativo Davi: “Não é possível que eu tenha vindo só para isso, para bater palma para palhaço (…) Vai conseguir um emprego de segurança em um prédio”, afirmou durante conversa com Pitel. 

Na manhã desta quarta-feira, durante entrevista com Ana Maria Braga, a jovem fez um relato emocionado ao dizer qual era seu objetivo: “De verdade Ana, mainha mora de aluguel há muito tempo. Eu evitei muito falar sobre a minha família, porque eles não escolheram estar aqui. Eles não escolheram essa exposição toda. Mas meu maior objetivo é que a minha mãe tenha uma casa própria. Então, é isso que eu ainda vou batalhar agora. Eu quero o básico, eu quero saúde, eu quero educação, eu quero moradia. Eu quero só que eles tenham acesso ao que é deles de direito”, pontuou ela.

Na entrevista com o eliminado, Pitel falou sobre sua amizade com a confeiteira Fernanda Bande durante a edição, afirmando que: “A Fernanda foi meu alicerce muitas vezes, me ajudou, me acolheu, me aconselhou, cuidou de mim, me ouviu. Espero que eu tenha sido esse mesmo porto-seguro para ela. Ela foi fundamental no meu jogo”.

Ao lembrar da amizade com Rodriguinho, com quem se encontrou depois de sair do programa, a alagoana lembrou que sempre foi fã do pagodeiro e disse: “Vi verdade na pessoa que ele era, nas reclamações, nos medos, nas angústias, e me aproximei dele de forma natural, não de caso pensado. Eu o vi, mas não quis invadir o espaço dele como fã. A gente fez uma prova juntos, ele foi para o quarto Gnomos e a gente foi se fortalecendo”, disse.

Notícias Recentes




Comments


source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.