Menu

Notícias

Mulher que matou criança atropelada dentro de condomínio em Timon ainda não prestou depoimento

Álvaro Leal Campelo morreu ao ser atropelado em Timon (Foto: Reprodução)

A motorista responsável pelo atropelamento e morte de uma criança de dois anos, na noite de segunda-feira (23), em um playground de um condomínio, na cidade de Timon, ainda não prestou depoimento. A informação foi repassada à reportagem do Jornal Pequeno pelo delegado Renato Cordeiro, que acompanha o caso.

Segundo o delegado, a mulher deverá ser ouvida ao longo da semana, provavelmente na quinta-feira (26). “O que me foi passado é que ela entrou em estado de choque, foi medicada e passou o dia sedada”, revelou o delegado.

Ainda conforme Cordeiro, os advogados da motorista entraram em contato e o dia vai ser marcado. As testemunhas também serão ouvidas nos próximos dias. A polícia aguarda os laudos periciais, que devem sair no prazo de até 30 dias, para dar prosseguimento às investigações.

Além do menino, identificado como Álvaro Leal Santana Campelo, outras duas pessoas ficaram feridas, entre elas, a mãe dele, que fraturou uma das mãos. Uma adolescente, de 15 anos, sofreu um corte nas pernas e cabeça, mas passa bem.

NÃO MORAVA NO CONDOMÍNIO

Segundo já apurado pela polícia, a motorista de 49 anos não seria moradora do condomínio onde ocorreu o , e estaria no lugar para participar de uma festa de aniversário.

As imagens do local mostraram ela entrando em uma velocidade normal, e ao estacionar perto do salão de festas, para onde iria, o veículo acelerou e acabou indo para o parquinho que fica ao lado. Uma das hipóteses é que o salto da sandália ficou preso no pedal do acelerador.

O velório de Álvaro Leal Campelo aconteceu na Pax União, da Avenida Miguel, em Timon. O sepultamento ocorreu às 11h dessa terça-feira (24).


source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.