Mapeamento revela perfil das startups maranhenses aceleradas pelo Sebrae no Startup Nordeste

Quem são, qual o valor médio dos negócios, o que fazem e em que áreas atuam as startups do que recebem o apoio do Sebrae através do programa Startup Nordeste?

Um levantamento realizado pela startup Dealist, responsável pelas rodadas de investimentos do Nordeste On – NEon (programado para os dias 1º e 2 de junho, em São Luís – MA), lança luzes sobre essas questões, revelando dados do perfil das startups, em um recorte que sinaliza a relevância do Startup Nordeste como estratégia de fomento aos negócios inovadores e à inovação, mostrando ainda dados sobre o valor dos negócios e a capacidade destes para receber investimentos.

Os dados, coletados junto a 20 startups do Maranhão atendidas pelo programa, mostram negócios com média de três anos de existência, com valuation médio de R$ 2,82 milhões. Juntas, essas startups somam R$ 56,2 milhões de valuation, com excelentes perspectivas de crescimento, condicionadas à capacidade de atração de investimentos.

A maioria delas (40% do total pesquisado), atua com negócios do tipo B2B (modelo de vendas entre empresas) e B2B2C (modelagem de negócios entre empresas e destas ao consumidor final), estimadas também em 40% do universo ouvido no mapeamento.

O maior número são do tipo Edtech (35%), seguidas das Agrotech (25%), de startups de Turismo, Healthtech, Greentech e Foodtech, com 5% cada um, e as restantes, que representam 20% do total pesquisado, atuando em outros segmentos.

Segundo Rafael Ribeiro, CEO da Dealist, responsável pelo levantamento dos dados, “os números retratam as startups do Maranhão participantes do programa Startup Nordeste, um recorte importante do ecossistema local, mas não um retrato deste”, explicou ele. “O recorte feito apenas com as startups que são bolsistas do programa, mostra que o valor alcançado por elas já alcança mais de R$ 56 milhões, o que equivale a um ticket médio de R$ 2,8 milhões por negócio. Ou seja, são negócios que já tem alta relevância no mercado e com um valor bem interessante, potencial para atração de investidores e captação de investimentos para expansão”, pontua Ribeiro.

: Rafael Ribeiro, CEO da Dealist, responsável pelo levantamento dos dados sobre startups do Maranhão (Foto: Divulgação)

Conexão com o mercado – No universo pesquisado, 60% são startups lideradas por homens e 40%, por mulheres. São empreendedores como Samira Nogueira, CEO da startup Daya, que busca no NEon acesso a investidores e visibilidade para o negócio, além de conexão para realizar vendas e acesso a novas receitas para ampliar o empreendimento. “O NEon, certamente, será uma porta aberta para esse ambiente, em que diretamente vamos ter oportunidade de apresentar nossos produtos e soluções, diretamente aos investidores”, justificou ela.

Samira Nogueira, CEO da startup Daya, solução de combate à síndrome de Burnout (Foto: Divulgação)

Em 2020, Samira cursava um mestrado em Portugal, quando teve uma crise de pânico. Daí  veio a ideia de uma alternativa para o combate à Síndrome de Burnout, que acomete 25% a mais de mulheres em comparação aos homens. Foi assim que surgiu a Daya, e m 2021, uma plataforma gamificada associada a inteligência artificial para o combate à síndrome. “A minha expectativa é grande e estou me preparando para esse momento, que será decisivo para o futuro do empreendimento”, acrescenta Samira Nogueira.

Aproximar startups de potenciais investidores é fundamental para consolidar o ecossistema local

Um dos responsáveis pela captação de investidores do Nordeste On, a Dealist acumula experiência na articulação entre startups e os chamados CVC's (Corporate Venture Capital (CVC) em todo o Brasil, trazendo para o evento grandes empresas  e fundos de investimentos do chamado ecossistema de capital de risco. “Pela primeira vez, a região recebe um evento com essa característica,  onde esses números do mapeamento são relevantes para os investidores.  Essas informações mostram que essas startups passaram por um programa de aceleração e estão preparadas para mostrar seus negócios, o que estão faturando e que estão prontas para captar investimentos”, frisou o CEO.

NEon – Organizado pelo Sebrae, o Nordeste On está será o maior evento de inovação e startups da região Nordeste, programado para os 1º e 2 de junho, no Multicenter Negócios e Eventos. Participam 300 startups atendidas pelo Sebrae por meio do Programa Startup Nordeste, além de comunidades de startups e inovação da região Nordeste e de outros estados, investidores, agentes públicos e instituições de fomento. A expectativa é atrair cinco mil pessoas.

O NEon tem apoio institucional da AB Startups. São parceiros do evento, Sistema Fiema – Senai, Equatorial Energia, Vale, Alumar e Grupo Mirante – Aduela Ventures. As pessoas que desejarem mais informações sobre o Neon e quiserem se inscrever no evento podem acessar o link www.nordesteon.com.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.