MAC se posiciona sobre lance do pênalti na Copa do Nordeste

O MAC poderia ter conquistado a vitória em sua primeira partida oficial na história da Copa do Nordeste, mas um lance aos 49 minutos do segundo tempo alterou o resultado do confronto.

A equipe comandada pela técnico Zé Augusto vencia o ABC com autoridade no Estádio Frasqueirão. Com 2 a 1 no placar, o treinador do fez algumas substituições naturais durante a partida e colocou o lateral-direito Yann no lugar de Franklin, que apresentava sinais de cansaço.

Aos 44 minutos, Yann entrou no jogo, e 5 minutos depois, o jogador cometeu um pênalti inacreditável. Ele deu dois tapas nas mãos e na bola que estava sob posse de goleiro maqueano. O árbitro da partida, Bruno Nogueira Prado não titubeou e marcou pênalti na hora.

Vejo o lance do pênalti registrado pelo Tube Alvinegro:

 

Na sequência, o chileno Parraguez foi para a cobrança, finalizou no canto direito, mas Moisés fez a defesa. Entretanto, o goleiro do Maranhão deu rebote, e o próprio Parraguez empurrou a bola para o gol vazio.

O técnico Zé Augusto disse não ter entendido o que se passou com Yann no lance do pênalti.

“Eu não sei nem o que aconteceu, de verdade, eu acho que ele tocou com a mão na bola duas vezes.”

O presidente do Maranhão, Carlos Eduardo, concedeu entrevista com exclusividade à Difusora ON, sobre o lance que originou o pênalti do gol de empate do ABC. Carlos Eduardo sustenta a opinião de que o Yann não tocou a mão na bola e ressaltou que as partidas da Fase de Grupos da Copa do Nordeste deveriam contar com a utilização do VAR.

“Primeiro de tudo, continuo achando que ele não bateu na bola. Bateu no braço e possivelmente na luva. Até porque ela tbm é branca. A competição tinha que ter VAR. Na primeira rodada, em 8 jogos, tiveram no mínimo 3 lances duvidosos que influenciaram no resultado. Quase 50%. Acho o lance duvidoso e que se fosse contra o ABC, e o MAC precisando empatar, queria ver se ele dava”

O mandatário do MAC descartou qualquer dúvida sobre a conduta do atleta e disse ainda que não haverá nenhum tipo de punição e investigação ao Yann.

Carlos Eduardo destacou que sua relação de trabalho é baseada na confiança e que trabalha apenas com pessoas em quem confia.

Logo, as redes sociais reagiram ao lance do Yann. Alguns internautas brincaram com o ocorrido, enquanto outros defenderam o atletas. Veja algumas reações:

Marcelo Filho, ex-árbitro e presidente da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol, explicou de forma direta o lance. Ele afirmou que o pênalti foi bem marcado, argumentando que mesmo com a bola nas mãos de Moises, ela ainda estava em jogo.

“O goleiro faz a defesa e seu companheiro vai comemorar a defesa do seu goleiro e toca com as mãos na bola. A bola se encontra em jogo, em virtude disso, o árbitro observou e marcou penalidade máxima corretamente.”

Por fim, Marcelo Filho afirmou que a Federação Maranhense de Futebol disponibiliza um programa educacional sobre regras para auxiliar os clubes. Ele destacou que, até o momento, nenhum clube solicitou à FMF a utilização deste programa.

“Nós temos um programa que levamos aos clubes quando eles solicitam. Mostramos um vídeo com as jogadas que os jogadores deverão evitar para não levarem cartão amarelo ou vermelho.  No entanto, esse ano nenhuma equipe solicitou, mas estamos à disposição para enviarmos nossos instrutores.”

Com o ponto conquistado em Natal, o Maranhão encerrou a 1º rodada da Copa do Nordeste na 4ª colocação. Na próxima rodada, no domingo (11), o MAC receberá o Náutico no Estádio Castelão às 19h.

Antes disso, o Maranhão jogará o clássico Maremoto. Na quarta-feira (7), às 20h15, o Maranhão fechará o primeiro turno do Campeonato Maranhense contra o Moto Club, também no Gigante do Outeiro da Cruz.

Veja na íntegra análise de Marcelo Filho:

 

 

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.