Lula vai ao Rio prestigiar projeto de Paes, filiação de Anielle ao PT e setor naval

A agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desta semana prevê visita ao Rio de Janeiro. Os compromissos programados para terça-feira (2) abarcam três aspectos centrais da relação do petista com o estado: o apoio ao prefeito Eduardo Paes (PSD) na capital, o aceno à indústria naval e o fortalecimento do PT por meio da filiação da ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco.

Com Paes, Lula vai inaugurar o Impa Tech, primeira graduação em Matemática do Instituto de Matemática Pura e Aplicada. A sede principal do Impa é no Horto, na Zona Sul, mas o novo campus com cursos de graduação fica na região do Porto Maravilha, área que o prefeito busca incrementar. No ano passado, o presidente já havia visitado as obras da unidade. A universidade tem investimentos do Ministério da e do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Além do compromisso público com Paes, a visita ao Rio é interessante para observar se haverá avanços nas conversas entre ele e Lula sobre a eleição carioca. Na semana passada, o PT nacional decidiu que o presidente vai atuar de forma mais direta nas disputas do Rio e do Recife, cidades em que tenta, apesar das dificuldades, ter a vice de Paes e de João Campos (PSB).

Em Niterói, município comandado por Axel Grael (PDT), também aliado, Lula vai prestigiar a indústria naval – setor sempre presente nos discursos do petista sobre o Rio de Janeiro. No porto da cidade, dará início às obras de dragagem do Canal de São Lourenço.

Na eleição de 2022, Niterói foi a única cidade da Região Metropolitana do Rio em que o petista derrotou Jair Bolsonaro (PL). E o fez nos dois turnos. Por lá, o candidato do PDT na disputa municipal deste ano será o ex-prefeito Rodrigo Neves, que também terá o apoio do PT.

Por fim, Lula participa da filiação da ministra Anielle Franco ao partido. O evento, como antecipou o GLOBO, será no Circo Voador. A irmã da vereadora Marielle Franco (Psol), morta em 2018, é vista pelo PT como um quadro importante para 2026. Pode ser candidata ao Senado ou uma puxadora de votos para a Câmara dos Deputados, segundo dirigentes da sigla.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.