Lula e Macron inauguram submarino Tonelero, com batismo de Janja; siga

Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Emmanuel Macron, da França, inauguram, na manhã desta quarta-feira (27/3), o submarino Tonelero, da Marinha brasileira. A solenidade ocorreu em Itaguaí (RJ).

Em pronunciamento, Lula falou sobre a necessidade de paz no mundo, mas não citou um conflito em específico. “A defesa é para quem quer paz. Nós vamos continuar na América Latina sendo uma zona de paz”, afirmou.

“Um país que quer se proteger e construir a soberania do seu povo tem que se preocupar com espaço aéreo, riqueza mineral, riqueza do mar, mas, sobretudo, temos que nos preocupar com a tranquilidade dos brasileiros e que nós precisamos garantir ao planeta Terra. Hoje sabemos que existe um problema sério de animosidade ao processo democrático no país e no planeta”, continuou.

O presidente pontuou que tanto o Brasil quanto a França são “defensores da paz”. “Que essa amizade, esse entendimento, possa fortalecer os países, que possa trocar conhecimentos científicos e tecnológicos, produzir uma inteligência artificial do bem, para ajudar a cuidar da saúde, do povo pobre, melhorar a descarbonização, não uma inteligência artificial para contar fake news todo santo dia”, disse.

Veja:

Macron fala sobre paz

Em discurso, Macron celebrou a “amizade” entre as duas nações e, como Lula, pediu por paz nos conflitos ao redor do mundo.

“Prezamos pela dignidade humana, acreditamos no ser humano. Acreditamos na paz, porque constrói equilíbrios. Isso exige que sejamos fortes”, disse.

“As grandes potências pacíficas, como França e Brasil, têm que ser capazes de fazer uso e falar da força, somos as potências que não querem ser os lacaios, precisamos defender com credibilidade a ordem mundial”, completou.

Madrinha Janja

A primeira-dama do Brasil, Janja Lula da Silva, é a madrinha da embarcação e, conforme a praxe, estourou um espumante em honra do lançamento do barco ao mar.

Marcos Sampaio Olsen, comandante da Marinha, acompanhou Janja até o navio.”Que Deus abençoe esse submarino e todos os marinheiros que aqui navegarem”, disse a primeira-dama na celebração.


0

O Tonelero é o terceiro submarino de propulsão diesel-elétrica (S-BR) do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), parceria entre Brasil e França.

Tradição do batismo

O batismo de barcos, segundo a Marinha, é um costume naval e remete às culturas viking, romana, grega e babilônica. Tradicionalmente, a embarcação é batizada por uma madrinha.

Em 2018, a então primeira-dama, Marcela Temer, batizou o submarino Riachuelo, primeiro do Prosub. Já o Humanitá, segundo barco do programa e inaugurado em 2020, teve como madrinha Adelaide Chaves Azevedo e Silva, esposa do Ministro da Defesa à época, Fernando Azevedo e Silva.

À época, a primeira-dama Michelle Bolsonaro não participou da cerimônia.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.