Menu

Notícias

Letras em Papel…

Ronaldo Kroeff Daghlawi

 

 

A humanidade mudou radicalmente nos últimos anos em hábitos de leitura, as bancas de revistas desapareceram se transformando em barracas de lanches, mas a boa notícia é que estão voltando as publicações e o interesse por leitura em papel e novas bancas estão surgindo, por muitos anos fomos enganados pelas grandes indústrias da tecnologia digital, principalmente as que fazem jogos para computadores e celulares , contrataram jornalistas engenheiros e neurocientistas para criar artigos que enalteciam o uso das telas como algo saudável e bom para o cérebro, mas cientistas sérios e estudos validados comprovaram ao contrário, e que estamos diante de uma tragédia e uma geração que tem o menor QI de todas as outras, uma geração que se isola horas e horas em jogos violentos muitos desenvolvem sérios transtornos e doenças serias devido ao excesso de telas digitais. Você pode comprovar isto em sua própria casa e em seu próprio comportamento, leva celular para a academia, para o café da manhã o almoço para o banheiro e até dirigindo, ou seja, não larga para nada e ainda coloca ao lado do travesseiro ou estou errado? o prazer de ler um jornal um livro uma revista ilustrada está voltando já estamos cansando do excesso de luz nos olhos, ler em papel é que faz bem ao cérebro facilita com mais força a memória RAM: registro automático de memória. Sobre o cérebro das crianças que passam a infância isoladas jogando um estudo mostrou que podem se tornarem adultos sem empatia, ou seja, psicopatas por não conviverem com outras crianças, crianças precisam socializar brincar resolver conflitos terem melhores amigos para ter um desenvolvimento mental saudável e serem adultos equilibrados. Estamos descobrindo que celulares são como drogas nocivas prejudicais para todos se forem usados de forma patológica doentia initerruptamente torrando visão e neurônios. Já se sabe que bebês não devem tocar em celular até os seis anos, e depois com limitações no máximo alguns minutos por dia, mas o que vemos é bem diferente celulares se tornaram babás eficientes e a maioria não sabem que estão danificando o cérebro dos seus filhos. A rede semântica do cérebro é uma representação conceitual da forma como o cérebro humano processa e organiza o significado das informações. Ela desempenha um papel fundamental na nossa capacidade de linguagem, na compreensão do ao nosso redor e na formação de pensamentos e memórias relacionadas ao significado das coisas, para que possamos armazenar conhecimento repertório e ter uma rede semântica o nosso processador cerebral temos que alimentar com muita leitura, ajuda a melhorar o vocabulário, a compreensão de muitas coisas que acontecem com o mundo com as pessoas, nos torna mais humanos mais sábios. Incentive seus filhos a possuírem o hábito de lerem livros revistas e jornais em papel, você também adquira o hábito já se sabe que o Alzheimer está chegando cada vez mais cedo principalmente por falta de cuidados com o cérebro e também sabemos que não existe melhor exercício para o cérebro do que a leitura.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.