Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Pix saque e Pix troco, como funcionará?

Depois de abrir consulta pública sobre o Pix Saque e o Pix Troco e pedir a opinião dos brasileiros sobre as novas funcionalidades, o Banco Central anunciou hoje, 2 de setembro, como elas vão funcionar e quando estarão disponíveis: 29 de novembro de 2021.

Basicamente, tanto o Pix Saque quanto o Pix Troco vão permitir que as pessoas saquem dinheiro usando o Pix em estabelecimentos cadastrados para isso, como lojas. Veja, abaixo, como isso vai funcionar na prática.

Pix Saque e Pix Troco: como vão funcionar na prática?

O Pix Saque e o Pix Troco vão permitir que as pessoas usem o Pix para sacar dinheiro em espécie em estabelecimentos comerciais (como padarias, lojas de departamento e supermercados) e caixas eletrônicos. A diferença entre os dois está no modo como o saque vai funcionar:

  • Pix Saque: o cliente faz um Pix para o estabelecimento e recebe este mesmo valor em dinheiro físico. Por exemplo: faz um Pix de R$ 200 e recebe R$ 200 em notas.
  • Pix Troco: nesse caso, o dinheiro físico recebido é a diferença entre o valor da compra e o valor pago ao estabelecimento com Pix. Por exemplo: a pessoa compra um produto de R$ 100, faz um Pix de R$ 150 e recebe R$ 50 de volta em espécie.

Na prática, ambos vão funcionar como um pagamento normal do Pix para o usuário final: a pessoa fará a leitura de um QR Code, autorizará o pagamento e receberá o dinheiro em espécie.

Para usar essas modalidades, será necessário apenas ter conta em um banco ou instituição financeira que ofereça Pix.

Vai ter limite para transações do Pix Saque e do Pix Troco?

Sim! O limite das transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$ 500 durante o dia e de R$ 100 durante a noite (entre 20h e 6h). Mas os estabelecimentos que oferecerem essas funcionalidades poderão definir limites menores, caso prefiram.

Esses serviços serão cobrados?

Pessoas físicas e MEIs terão oito saques gratuitos por mês do Pix Saque ou do Pix Troco. Já os estabelecimentos que oferecerem esse serviço receberão uma tarifa por transação, que pode variar de R$ 0,25 a R$ 0,95.

Com informações  do Blog Nubank.

 

VEJA TAMBÉM

Sua opnião

PUBLICIDADE