Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Parlamento Europeu envia carta a Bolsonaro criticando violência contra indígenas

Na carta, o Parlamento Europeu critica o PL 490, que muda as regras e dificulta a demarcação de terras indígenas no Brasil, e o PL 2633, sobre regularização fundiária

Parlamento Europeu envia carta a Bolsonaro criticando violência contra indígenas
Parlamento Europeu envia carta a Bolsonaro criticando violência contra indígenas

Um grupo de 50 deputados do Parlamento Europeu enviou carta ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para alertar sobre a violência contra as populações indígenas no Brasil. O documento também afirma que as ações do chefe de Estado ameaçam a floresta amazônica.

No documento, os parlamentares criticam o PL 490, que muda as regras e dificulta a demarcação de terras indígenas, e o PL 2633, sobre regularização fundiária.

“Expressamos nossa solidariedade e apoio à APIB [Articulação dos Povos Indígenas do Brasil]. Fazemos um apelo para que o governo brasileiro pare com sua política anti-indígena e anti-meio ambiente que causa a destruição da floresta amazônica”, diz o documento.

Desde que Bolsonaro assumiu a presidência, o desmatamento da floresta aumentou 85% — e o documento destaca a fala de cientistas sobre os efeitos prejudiciais (e irreversíveis) da destruição da floresta.

“Cientistas alertam que estamos nos aproximando rapidamente do ‘ponto de inflexão’ da Amazônia, quando a floresta tropical não produzirá mais chuva suficiente para se sustentar. Em vez disso, a Amazônia entrará em um ciclo de degradação que lançará bilhões de toneladas de carbono em nossa atmosfera”, afirma um trecho da carta.

Assinam a carta representantes dos grupos políticos EPP (democrata cristão), Greens/EFA (Os Verdes/Aliança Livre Europeia), S&D (Aliança Progressista de Socialistas e Democratas) e The Left (esquerda), além de parlamentares independentes.

Fontes: Rolling Stone e Folha de São Paulo

VEJA TAMBÉM

Sua opnião

PUBLICIDADE