Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Dê atenção à sua saúde mental

“Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente.” (Jiddu Krishnamurti).

Setembro é o momento ideal para falarmos da importância de cuidar da nossa saúde mental. O cérebro é um dos maiores enigmas do corpo humano. Além de muitas outras funções, ele é o responsável por influenciar nosso comportamento emocional. Seus neurônios conseguem fazer mais combinações que o número de átomos existentes no Universo. Reúne mais de 85 bilhões de células nervosas comandando ações de forma simultânea. É nele que tudo acontece e a ciência já reconhece, também, a poderosa influência da mente sobre o corpo.

Mas grande parte da humanidade foca seus cuidados apenas no corpo, na beleza física e esquece de cuidar da mente.

Nossas emoções são os órgãos do nosso corpo psíquico. Logo, sentimentos ou pensamentos negativos, palavras sufocadas, situações mal resolvidas, frustrações, mágoas, traumas, não geram apenas desconforto ou stress. O assunto é mais sério. A cada situação não resolvida em nossa mente, uma bola de neve com poder devastador, começa a ser gerada e com o passar do tempo vai encontrando algum endereço no corpo para iniciar seu ataque, culminando no que damos o nome de “doenças psicossomáticas”. Não se engane, o estado de nossa saúde está profunda e diretamente ligado ao nosso estado mental.

O corpo avisa quando sentimos dor, cansaço ou temos alguma doença e é dessa forma que nossa mente nos comunica que algo está errado com o gerenciamento de nossas emoções.

Raiva, alegria, medo, paixão, tristeza e uma série de emoções mal elaboradas ou trabalhadas no passado ou no presente, causam alterações em todo o organismo, como por exemplo liberando ou inibindo a produção de substâncias, como adrenalina, cortisol e serotonina. Estas experiências ficam guardadas dentro de nós e se refletem no nosso corpo.

Situações mal resolvidas em nossa mente, também têm poder de causar uma série de doenças, de leves até fatais – todas já catalogadas pela ciência.

Pensamentos geram sentimentos, que geram comportamentos. Precisamos aprender a nos conhecer melhor, nos aceitar, ter um bom relacionamento conosco e com os outros, entender o valor do amor próprio (que não é egoísmo), sendo mais compreensivos e tolerantes. Diminuir críticas, exigências e aumentar o acolhimento, de dentro para fora, num coerente e inteligente amadurecimento emocional.

Se você está precisando ressignificar pontos que estão lhe impedindo de ter ou realizar sonhos, ser feliz e protagonista de sua vida, procure um profissional capacitado e aprenda a gerenciar suas emoções e a fazer uma limpeza do “lixo” interior.

* Com informações Jornal de Piracicaba

 

Fonte: www.portalmude.com.b

VEJA TAMBÉM

Sua opnião

PUBLICIDADE