Influencer morre após beber sete garrafas da bebida mais popular do mundo

Um influencer chinês morreu depois de ser visto bebendo doses do destilado baijiu numa transmissão ao vivo no Douyin, uma versão chinesa do TikTok. O homem, que se identificava como “Brother Three Thousand” na rede social, consumiu pelo menos sete garrafas da bebida alcoólica, de acordo com a imprensa da .

O baijiu é o destilado mais consumido no mundo. Em 2018, foram mais de dez bilhões de litros, a maior parte na China, de acordo com o IWSR, que analisa esse mercado. O homem foi encontrado morto doze horas depois da transmissão, na terça-feira.

A morte de “Brother Three Thousand” mobilizou internautas chineses e aumentou a pressão por uma regulamentação mais rígida sobre a indústria de transmissões ao vivo no país.

Segundo a mídia local, o influencer tinha 34 anos e sobrenome “Wang”. Ele teria ficado marcado, na internet, por fazer as transmissões ao vivo consumindo o baijiu — uma bebida composta por arroz e outros grãos, a depender da região da China. O teor alcoólico varia de 35% a 60%.

Em 16 de maio, Wang participou de “batalhas” contra outros influenciadores da rede social. Nas disputas, os usuários veem quem ganha mais presentes de fãs em menos tempo. Como punição, o derrotado precisa consumir garrafas de baijiu. A rede britânica BBC afirma que Wang perdeu três das quatro batalhas e, por isso, bebeu as sete garrafas do líquido naquela mesma noite.

Wang encerrou a transmissão depois de meia-noite e foi encontrado já sem vida na tarde seguinte.

— Quando parentes o encontraram, ele já tinha ido. Não teve nem chance de ir para a emergência — contou à Shangyou News um homem identificado como Zhao, amigo de Wang.

Influenciador já havia sido banido, mas driblou veto com novas contas

O influenciador foi enterrado no sábado. O consumo de álcool é proibido nas transmissões ao vivo no Douyin. Entre as penalidades para os usuários que desrespeitarem a regra, estão advertências e até vetos à participação em competições exibidas pelo app, que tem mais de um bilhão de inscritos.

Segundo a mídia chinesa, Wang já havia sido banido da plataforma por beber álcool, mas abriu outras contas e chegou a somar mais de 40 mil seguidores numa delas.

Além de Wang, outros influenciadores tiveram a morte vinculada a performances online. Em 2021, um homem que viralizou por comer quantidades excessivas de comida no Douyin morreu. O agente dele disse, à época, que Yu Hailong não resistiu após “longas horas de trabalho de alta intensidade”. Três anos antes, em 2018, um usuário chamado “Dafei” também morreu após um transmissão ao vivo. Ele era conhecido por beber álcool e óleo de cozinha em vídeos na plataforma.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.