Menu

Notícias

Indígenas da etnia Guajajara são assassinados no Maranhão

No último fim de semana, dois indígenas da etnia Guajajara foram mortos no Maranhão. A Polícia Civil investiga se os casos têm relação com tensões envolvendo madeireiros que desmatam a mata dos indígenas de forma ilegal, na Terra Indígena (TI) Arariboia.

Janildo Oliveira Guajajara, que já foi Guardião da Floresta, foi assassinado com tiros nas costas, em Amarante do Maranhão. Já no município de Arame, Jael Carlos Miranda Guajajara, de 34 anos, morreu após ser atropelado.

Os dois casos foram registrados na madrugada de sábado (3). As mortes, estão sendo tratadas pela polícia, inicialmente, como homicídios dolosos (quando há a intenção de matar).

Segundo a polícia, todas as informações iniciais já foram coletadas, o caso foi transferido para a Polícia Federal, já que se trata de mortes de guajajaras nos arredores de uma terra indígena.

Em Amarante do Maranhão

O delegado do caso informou que, César Veloso, foi surpreendido enquanto voltava de uma festa.

“O que sabemos é que ele voltava de uma festa indígena, na zona urbana, quando foi baleado. Ele estava com o sobrinho, menor de idade, que também foi atingido pelos disparos. Ele [o sobrinho] foi internado, mas já recebeu alta”, afirmou o delegado.

Em Arame

A polícia, sobre esse caso, informou que Jael foi encontrado perto de sua moto por moradores após um atropelamento. Foi realizado uma perícia, que segundo indícios iniciais, a causa da morte não aconteceu em decorrência de acidente.

Até o momento, não foi confirmado a relação direta dessas mortes com conflitos entre madeireiros, o que não anula a possibilidade, considerada na investigação, uma vez que, a região, enfrenta esse tipo de conflito há bastante tempo.

Fonte: oimparcial.com.br

Saiba mais

Comentários