Ibovespa agora: bolsa opera com queda de olho no fiscal e dados de emprego

O Ibovespa desta quarta-feira, 27, fechou em alta. O principal índice da bolsa de valores brasileira subiu 0,65%, aos 127.690 pontos. Sem grandes divulgações no radar, os investidores locais acompanharam os dados do aluguel e do mercado de trabalho brasileiro. Junto a isso, o ministro Fernando Haddad fez pronunciamentos ao longo do dia e ainda se reuniu com o presidente da França, Emmanuel Macron. 

Não conseguiu acompanhar as movimentações de ontem? Ouça abaixo o Minuto Invest, o podcast da EXAME, que reúne os principais destaques do mercado que mexem com a bolsa – e os seus investimentos! 

Antes da abertura do mercado, a FGV mostrou que o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), conhecido como a “inflação dos aluguéis”, recuou 0,47% em março. O resultado ficou quase em linha com as projeções, que apontavam para uma queda de 0,25%. No mês anterior, a queda foi de 0,52%. Além disso, o índice acumula queda de 4,26% em 12 meses. Outro indicador doméstico que foi publicado hoje é o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de fevereiro, em que foram totalizadas 306 mil vagas de . O número superou as projeções, que apontavam para uma criação de 230 mil postos de trabalho.

Ibovespa hoje

  • IBOV: +0,65%, aos 127.690 pontos.

Na manhã desta quarta, o ministro Fernando Haddad participou de entrevista à rádio Itatiaia. Entre alguns tópicos abordados pelo chefe da Fazenda, ele afirmou que a revisão do crescimento do PIB pode acontecer no primeiro semestre, que a medida provisória do hedge cambial vai abarcar três propostas para destravar crédito no Brasil, que projetos de regulamentação da tributária chegarão em abril ao Congresso, entre outros assuntos. À tarde, Haddad se reunirá com o presidente francês, Emmanuel Macron, em evento promovido pela Fiesp.

Já no radar corporativo, os investidores devem repercutir a fusão entre a Arezzo e o Grupo Soma, que foi aprovada pelo Cade ontem à noite. No fechamento do pregão, os papéis ARZZ3 subiram 2,11%, enquanto os SOMA3 avançaram 1,49%%. Outra notícia que surpreendeu o mercado é o retorno dos irmãos Wesley e Joesley Batista ao conselho da JBS. As ações JBSS3 caíram 2,19% no Ibovespa hoje.

Maiores altas do Ibovespa

Entre as ações que mais subiram hoje, destaque para a Raízen, que subiu devido ao pagamento de proventos que se aproxima. Já a Casas Bahia, que ontem amargou a maior queda do pregão, avançou devido aos investidores que veem a queda como oportunidade.

  • Lojas Renner (LREN3): +5,42%
  • Raízen (RAIZ4): +5,23%
  • Casas Bahia (BHIA3): +4,67%

Maiores quedas do Ibovespa

Entre as quedas, a CVC liderou as baixas diante do prejuízo reportado no seu balanço do 4T23. “Vamos, por sua vez, é prejudicada pela queda de confiança gerada pelos resultados de sua controladora Simpar (SIMH3), que divulgou prejuízo superior a R$ 210 milhões ano passado, resultado de recente má alocação de capital”, diz Felipe Pohren de Castro, especialista em mercado de capitais e sócio da Matriz Capital.

  • CVC (CVCB3): -6,48%
  • Petz (PETZ3): -4,89%
  • Vamos (VAMO3): -4,40%

Dólar hoje

O dólar fechou em queda nesta quarta-feira. Hoje, a moeda americana caiu 0,07%, cotada a R$ 4,979. Na terça-feira, o dólar fechou em queda de 0,19%, cotado a R$ 4,982.

Como é calculado o índice Bovespa?

Principal índice de ações da bolsa brasileira, a B3, o Ibovespa é calculado em tempo real, baseado na média do desempenho dessa carteira teórica de ativos, cada uma com seu peso na composição do índice. 

Funcionando como um termômetro do desempenho consolidado das principais ações para o mercado, cada ponto do Ibovespa equivale a 1 real. Por isso, se o IBOV está em 100.000 pontos, isso quer dizer que o preço da carteira teórica das ações mais negociadas é de 100.000 reais.

Que horas abre e fecha a bolsa de valores?

O horário de negociação na B3 vai das 10h às 17h. A pré-abertura ocorre entre 9h45 e 10h, enquanto o after-market ocorre entre 17h25 e 17h45. Já as negociações com o Ibovespa futuro ocorrem entre 9h e 16h55.

Confira as últimas notícias de Invest:

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.