Guaracis

Guaracis

Arte: Rafael Sica

Arte: Rafael Sica

Todos os anos surgem, aqui e ali, uns quantos guaracis. Na terra, na água, nas matas, no ar.

Para mim, a safra de guaracis mais significativa foi a de 1946. Há documentos na Santa Casa de Porto Alegre que provam isso. Tudo indica que são da espécie humana.

Igual aos darcis e às darcis e às jacis e aos jacis, os guaracis e as guaracis podem ser tanto machos como fêmeas. Além desses dois gêneros, agora vieram os transgêneros, que podem mudar de macho para fêmea, e vice-versa. Se houver suficientes héteros de boa vontade neste , há espaço de sobra para todos.

Além dos guaracis bípedes e desemplumados, há os de quatro patas e também de duas asas. Como os quatis e os saguis, os guaracis vivem em bando. Presume-se que estejam há milhões de anos nas matas da América Latina. De natureza arredia, nunca permitiram ser estudados e classificados por biólogos. Daí pouco vistos e mal conhecidos. Sabe-se que são capazes de exalar cheiros diferentes, um mimetismo olorífero que confunde o olfato dos estudiosos. O bom disso é que escapam à pesquisa e assim, graças às suas versáteis axilas, jamais houve um guaraci em algum zoo.

Quanto aos guaracis alados, não piam, só espiam. É sabido que uma árvore silenciosa na mata pode ser o habitat de guaracis. Seus ninhos até hoje não foram encontrados, sinal que desconhecem o verbo nidificar (que muitos guaracis bípedes também não conhecem). Talvez se aninhem, cuja declinação é mais fácil.

Há guaracis aquáticos, alguns até frequentam piscinas olímpicas. Claro que são bípedes e suas nadadeiras são de silicone. Já os verdadeiros guaracis de água doce (não resistem ao cloro), supõe-se que vivam em riachos e riozinhos. Sua aparência é um truque para sobreviver: parece um graveto submerso e geralmente fica encostado em gravetos no fundo. Por ser tosco, está a salvo dos aquários.

Por fim, guaraci também denomina um vegetal. Dizem que é um tipo de arbusto. Como a taquara, só floresce de décadas em décadas, mas não se sabe quantas. Você já viu algum ikebana com flores de guaraci? Puizé. E diferente do capuaçu e do açaí, frutas com gosto de cedilha, o guaraci em vez de suculento se apressa em não ser.

O maior guaraci conhecido em nosso universo é o Sol, assim como a Lua é a mais famosa jaci no firmamento. Confirme com quaisquer indígenas do nosso Brasil.

FRAGA é colunista mensal do Jornal Extra Classe.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.