Menu

Notícias

Governo Lula diz que Bolsonaro teve “inconcebível desprezo” com indígenas

O Ministério dos Direitos Humanos afirmou que o antigo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado pela senadora eleita Damares Alves (Republicanos), recebeu diversas denúncias entre 2019 e dezembro de 2022 sobre possíveis violações dos direitos dos povos indígenas.

A pasta, atualmente comandada pelo advogado Silvio Almeida, destacou que a gestão de Jair Bolsonaro (PL) apresentou falsas alegações sobre a morte por desnutrição dos indígenas Yanomamis.

“Os representantes do governo anterior ainda têm a desfaçatez de afirmar perversamente que a causa para as mortes de crianças e pessoas idosas, a desnutrição e as doenças foram causadas pela ‘política de isolamento’, reproduzindo o padrão irracional, criminoso e irresponsável que resultou em setecentos mil brasileiros mortos na pandemia”, destacou a pasta em uma nota divulgada nesta quarta-feira (25/1).

O Ministério dos Direitos Humanos classificou o trabalho do governo anterior em relação a proteção dos povos originários como “ incompetência ou um inconcebível desprezo pelos indígenas” e que a gestão anterior deve ser investigada pela ineficiência em relação ao cuidado com os povos isolados.

“É inadmissível que, em meio a tanto sofrimento, o povo yanomami tenha ainda que suportar o desrespeito de membros do governo anterior que, para apagar suas digitais e escapar de suas responsabilidades, propagam informações falsas e omitem fatos relevantes”, diz a nota.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1

0

 

Saúde Yanomami

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) trabalha com a hipótese de genócidio contra os Yanomamis. A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a suspeita de extermínio dessa etnia e irá apurar uma possível omissão de socorro por parte da gestão de Bolsonaro.

O Ministério da Saúde decretou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional em decorrência da atual situação dos Yanomamis e destacou a necessidade de combater a desassistência sanitária dos povos.

Lula visitou a comunidade Yanomami em Roraima no último sábado (21/1) e classificou a situação dos povos “desumana” e anunciou auxílio aos indígenas.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários