Geração solar atinge 28 gigawatts, duas vezes a potência instalada de Itaipu

A geração de energia solar no Brasil acaba de ultrapassar os 28 gigawatts (GW) – o dobro de Itaipu Binacional, que conta com 14 GW de potência instalada.

O número se refere à potência instalada operacional em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos no país. Hoje, cerca de 3,5 milhões de unidades consumidoras são atendidas pela tecnologia fotovoltaica, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Ainda segundo a associação, o país conta com, aproximadamente, 2,4 milhões de sistemas fotovoltaicos instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos. De 2012 até agora, foram feitos cerca de R$ 139 bilhões em novos investimentos.

Abrangência

Hoje, a tecnologia fotovoltaica está em 5.545 municípios. Estudo da consultoria Volt Robotics, contratado pela Absolar, aponta que a líquida na conta de luz de todos os brasileiros superará os R$ 84,9 bilhões até 2031. O levantamento levou em consideração os custos e os benefícios da microgeração e da minigeração distribuída, de acordo com o artigo 17 da Lei nº 14.300, de 6 de janeiro de 2022, que estabeleceu o marco legal do segmento.

O aumento da procura tem impactado nos preços. “Analistas de mercado apontam que, apenas em 2023, os painéis solares registraram queda de cerca de 50% no preço médio final, ampliando a atratividade e o acesso por consumidores brasileiros de diferentes perfis”, diz Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da Absolar.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.