Fundação conservadora dos EUA acusa bolsa de estudos em homenagem a George Floyd de discriminação contra não negros

Fundação conservadora dos EUA acusa bolsa de estudos em homenagem a George Floyd de discriminação contra não negros
Foto: Stephen Maduro/Getty Images

A crescente onda de ataques às políticas de Diversidade & Inclusão na educação e no mercado de trabalho ganha um novo capítulo nos Estados Unidos depois que a Suprema Corte derrubou os programas de cotas raciais nas universidades do país. Agora, a Bolsa Memorial George Floyd oferecida para estudantes afro-americanos, pela Universidade North Central em Minneapolis, Minnesota, e que faz uma homenagem ao homem negro que foi morto por um policial durante uma abordagem está sendo acusada de violar a Lei dos Direitos Civis e discriminar pessoas brancas e de outras etnias.

De acordo com a NBC News, a Fundação Legal Insurrection, uma organização sem fins lucrativos conservadora, registrou uma denúncia, no dia 25 de março, no Escritório de Direitos Civis do Departamento de Educação dos Estados Unidos, onde alega que a Bolsa Memorial George Floyd viola o Título VI da Lei dos Direitos Civis de 1964, que “proíbe a discriminação com base em raça, cor e origem nacional em programas e atividades que recebem assistência financeira federal.”

Notícias Relacionadas


A bolsa, lançada pela North Central University de Minnesota, nos EUA, foi anunciada no dia 4 de junho de 2020 pelo presidente da universidade, Scott Hagan: “É hora de investir como nunca antes em uma nova geração de jovens negros americanos que estão preparados e prontos para assumir a liderança em nossa nação”, afirmou Hagan na época. 

Um dos critérios para se tornar elegível para ser contemplado com uma bolsa é: “ser um estudante negro ou afro-americano, ou seja, uma pessoa com origens em qualquer um dos grupos raciais negros da África”. Quem não se enquadrar nos critérios é automaticamente considerado inelegível.

Para os conservadores, a bolsa discrimina estudantes brancos e demais grupos não negros, o que eles afirmam violar a Lei dos Direitos Civis dos Estados Unidos. Atualmente, a bolsa ainda está recebendo inscrições para o ano letivo 2024-25, e deve anunciar os candidatos selecionados até o mês de junho.

Notícias Recentes




Comments


source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.