Farmacêutica MedQuímica apresenta sua nova marca

medquimica
(Foto: Freepik)

O segmento farmacêutico varejista prevê para 203 um crescimento de 12,41%, de acordo com a Sindusfarma. A previsão do mercado aquecido é confirmada pela farmacêutica Lupin/MedQuímica, que atua há quase 50 anos no Brasil e celebra sua nova fase. A marca passou por um rebranding e é apresentada para o público. A chegada do executivo Alexandre França como CEO há quase dois anos na empresa marcou a transformação de gestão da companhia, e também a parte visual. A nova marca vem ao encontro da necessidade de atualização da identidade e padronização da comunicação da companhia que é utilizada para com a sociedade, colaboradores e parceiros.

Leia também – Logística farmacêutica: soluções personalizadas podem solucionar desafios comuns

O novo logotipo confere um aspecto moderno e clean, para uma mensagem simples e direta, com o objetivo de renovar a companhia e torná-la cada vez mais acessível e conhecida por todos. Para a construção do símbolo, os elementos que fazem parte do cotidiano da empresa (substâncias sólidas e líquids) formam o coração, que é a representação direta do conceito de saúde e cuidado. Além disso também é possível enxergar a letra “M”, no símbolo, fortalecendo ainda mais o conceito da marca.

O Diretor Comercial e de Marketing da empresa, Massillon Araújo, explica que esta nova marca não foi pensada priorizando o mercado. “Primeiramente, ela busca atender as expectativas de quem faz a Lupin/MedQuímica. O capital humano é o ativo mais importante da indústria farmacêutica. Por isso a nossa comunicação com os colaboradores é prioridade. Precisamos gerar um sentimento de pertencimento em todos que trabalham na empresa. Este é um dos nossos propósitos. Engajar quem faz tudo isso acontecer. Por trás de toda inovação e tecnologia, existem pessoas. Queremos enaltecer a diversidade, a brasilidade e a humanização da companhia. Para isso, novos códigos visuais são uma ferramenta importante para a percepção de algo que evoluiu, com uma nova proposta e posicionamento”.

De Juiz de Fora para o

Em 2015 a MedQuímica tornou-se parte do Grupo Lupin, companhia global do segmento farmacêutico, quinta maior empresa de genéricos nos Estados Unidos e oitava no mundo. A Lupin foi fundada na Índia há quase 50 anos com a missão de produzir medicamentos da mais alta prioridade social, como remédios contra tuberculose e antibióticos especiais. A sede da empresa fica em Munbai, estando presente também na Rússia, Japão, Estados Unidos, México e Brasil.

A farmacêutica tem seus produtos comercializados via parceiros locais em mais de 200 países em todo o mundo e é referência em Pesquisa e Desenvolvimento. Desenvolve soluções que visam trazer para o mercado medicamentos acessíveis e de qualidade, a fim de responder a necessidades não satisfeitas dos pacientes.

À frente da empresa global está a CEO Vinita Gupta, filha mais velha do empresário Desh Bandhu Gupta, que fundou a Lupin em 1968. Ela juntou-se à empresa em 1997 e tem sido fundamental na formação e execução da estratégia de crescimento que resultou no posicionamento da Lupin no cenário farmacêutico mundial.

“A Lupin é uma empresa diversa e competitiva, que ocupa as primeiras posições como farmacêuticas indianas em vendas. Investimos mais de 8,5% do faturamento em novas pesquisas e no desenvolvimento de produtos”, afirma o CEO da empresa no Brasil, Alexandre França.

*Informações Assessoria de Imprensa

Confira mais notícias de Negócios & Mercado no Saúde Debate

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.