Criptomoeda wormhole despenca mais de 15% após ser distribuída gratuitamente

A criptomoeda wormhole estreou no mercado nesta quarta-feira, 3, com um airdrop, uma espécie de distribuição gratuita, relevante. Ao todo, foram distribuídas mais de 678 milhões de unidades do ativo para usuários que cumpriram as exigências da distribuição, mas o token tem operado em queda desde então.

A distribuição foi realizada pela manhã para quase 400 mil endereços digitais que estavam elegíveis para receber unidades do ativo. O total distribuído equivale a 6,78% da oferta da wormhole, que foi criada com 10 bilhões de unidades e terá uma oferta inicial em circulação de 1,8 bilhão de unidades.

O projeto tem como foco a interoperabilidade entre blockchains. De acordo com os responsáveis pela iniciativa, a distribuição beneficiou membros da comunidade do projeto no Discord, investidores de tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) e outros usuários ativos e apoiadores.

A wormhole não possui um blockchain próprio e foi criada dentro da Solana. Logo após a conclusão do airdrop, a nova criptomoeda também estreou em corretoras importantes, incluindo a Binance, e exchanges descentralizadas que operam na própria Solana.

Entretanto, o desempenho do ativo no mercado não tem sido positivo. Atualmente, ele acumula uma queda de 15% nas últimas 24 horas, segundo dados do CoinGecko, cotado a US$ 1,41. Antes da estreia, seu preço estava sendo estimado pelo mercado na faixa de US% 1,5.

Por outro lado, quedas não são incomuns após a estreia de criptomoedas e realização de airdrops, já que muitos investidores vendem os ativos logo após os receberem. Mesmo com a queda, a wormhole estreou na 50ª posição na lista de criptomoedas mais valiosas do mercado, com uma capitalização de mais de US$ 2 bilhões.

O que é um airdrop de cripto?

Os airdrops são distribuições gratuitas de criptomoedas e tokens para carteiras digitais que vão armazenar essas moedas digitais. O termo em inglês é uma combinação das palavras “air”, que significa ar, e “drop”, que significa queda. Ele se refere à distribuição de material por aviões, que ganharam esse nome por literalmente caírem do céu.

Na prática, os airdrops são uma estratégia de atração de usuários e projetos para redes blockchains. A ideia é estabelecer condições para o recebimento dos ativos que levem a uma atividade maior na rede. Em troca, há o envio das criptomoedas como uma recompensa pela fidelidade ao projeto.

João Galhardo, especialista na Mynt, plataforma cripto do BTG Pactual, explica que “o objetivo deles pode variar, desde promover um protocolo até recompensar usuários leais de um determinado nicho, protocolo, blockchain, também com o objetivo de criar uma base de usuários mais ampla”.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok


source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.