Menu

Notícias

Com obesidade grave, modelo de 217 kg dá à luz após parto delicado

São Paulo – Em parto delicado, a modelo plus size Jhuly Amorim Santana, de 35 anos, que pesa 217 quilos e tem obesidade grave, deu à luz um menino na madrugada de sexta-feira (20/1), na cidade de São Paulo.

Chamado Raí, o bebê veio ao às 0h03, com 49 centímetros de altura e pouco mais de três quilos. O parto foi realizado no Hospital Municipal Dr. Mário de Moraes Altenfelder Silva, a Maternidade Cachoeirinha, na zona norte da capital paulista.

Parto de Jhuly Amorim, paciente com obesidade grave
Parto de Jhuly Amorim, paciente com obesidade grave

A cesárea de Jhuly durou cerca de 1h30 e contou com equipe médica composta por 15 pessoas, por causa dos riscos envolvidos na cirurgia. Após o parto, Raí seguiu para o berçário neonatal e permaneceu em observação por algumas horas.

Com índice de massa corporal de 77 kg/m², a paciente tem obesidade grau 3, de acordo com critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS), quadro com maior risco de complicações, como embolia, trombose ou hemorragia para a gestante.

“O parto foi um sucesso e isso se deve à preparação que foi feita para assistir a mãe e o bebê. Contamos com uma equipe robusta e os equipamentos necessários para garantir um procedimento até então inédito para todos nós”, relata a obstetra Sigrun Weinketz.

Preparação

Jhuly também passou por orientação médica antes da cirurgia. “Eu fiz o pré-natal de alto risco na rede municipal e fui muito bem assistida. Como eu estava com diabetes gestacional, passei por uma reeducação alimentar e fiz o controle da glicemia com insulina”, diz a modelo.

Parto de Jhuly Amorim, paciente com obesidade grave
Parto de Jhuly Amorim, paciente com obesidade grave

Segundo conta, a primeira filha nasce premattura, com apenas 1,5 quilo, mas agora não enfrentou nenhuma complicação com o caçula.

“Raí nasceu na 38ª semana e sem nenhum problema de saúde. Quando sair do hospital, vou contar sobre o parto no meu canal do YouTube”.

A Maternidade Cachoeirinha completou 50 anos em dezembro de 2022 e é considerada referência de saúde da mulher no serviço público municipal. Em média, a unidade realiza 500 partos por mês.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários