Chuvas de agosto causam transtornos em São Luís

Tempestade leve de raios e trovões, mas com chuva intensa e grau de severidade em perigo potencial. Assim amanheceu na quinta-feira (25).

No dia anterior o Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta amarelo, com chuvas intensas no estado, e índice pluviométrico entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, e ainda ventos intensos (40-60 km/h).

O alerta vai até esta sexta-feira, 26 de agosto, às 10h.

Dois dias seguidos de chuva intensa e prolongada em pleno mês de agosto, quando tradicionalmente o estado começa a atravessar um período de estiagem, chegando ao segundo semestre, chamou a atenção dos moradores da capital, causando surpresa. Muitos se manifestaram pelas redes sociais.

O Haziel (@euhaziel) postou: “Clima tá tão louco que em pleno final de agosto cai uma chuva com raios e trovões em plena 6h da manhã em São Luís…”. O Alan Rodrigues (@caos1nfinito) desabafou: “Os sinusiters sofrem em São Luís, madrugada chuva, de manhã chuva, a tarde sol, e do nada pode chover novamente nunca se sabe, isso em pleno agosto”.

Outra usuária da internet, a Loba Kalimanner (@Re_Kaczynski) fez até uma análise do mês de agosto: “Você sabe que tem alguma errada quando acontecem 2 fenômenos raros: 1. Mês de agosto acabou rápido, estamos entrando na última semana; 2. chuva torrencial em pleno mês de agosto aqui em São Luís, isso é extremamente raríssimo. Obrigada aquecimento global, vem logo meteoro!”.

De acordo com o Nucleo GeoAmbiental da Universidade Federal do , uma análise sinótica, que é a observação das condições mais atuais da atmosfera, aponta que essa é uma situação incomum.

De acordo ainda com a meteorologia, climatologicamente, o mês de agosto é um mês inicial do período seco.

Gradativamente, a atmosfera vai se condicionando até entrar no período seco, com auge nos meses de setembro e outubro.

As chuvas do mês de agosto

As fortes chuvas que caíram na Região Metropolitana de São Luís nos últimos dois dias causaram não só estranhamento na população, quanto muitos transtornos principalmente no exercício do direito de ir e vir.

No dia 24 (quarta-feira), a chuva atingiu 53,6mm na Região Metropolitana, o dobro da média diária esperada. No dia de ontem (quinta-feira), em vários pontos da cidade foram registrados alagamentos, carros submersos, um caos para quem precisou se deslocar para o trabalho, escola, enfim, para cumprir compromissos.

Em São José de Ribamar, na Região Metropolitana, o rio Paciência, na Estrada de Ribamar transbordou deixando o trânsito intrafegável.

Correntezas também foram registradas nos bairros Jardim Tropical, Vinhais, Araçagy, Cidade Operária, onde o tráfego costuma ser mais intenso.

O Inmet orienta a população para esses casos de chuvas mais intensas:

Em caso de rajadas de vento: (não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda);
Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada;
Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Fonte: oimparcial.com.br

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.