Chuvas causam alagamentos em São Luís e transformam ruas em rios nesta quarta

Com alerta de chuva intensa em mais de 200 cidades maranhenses, a população da capital do estado tem enfrentado alagamentos e problemas no trânsito ocasionados pela precipitação atmosférica que atinge o desde a madrugada desta quarta-feira (21).

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuvas entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, com ventos intensos (60-100 km/h) durante o período de vigência do alerta laranja.

Luís “Palmeirense”, enviou ao Difusora ON imagens de caminhões, carros e ônibus lutando para passar em um trecho da Vila Maranhão. As fotos destacam os constantes alagamentos que tornam a via praticamente intransitável sempre que chove.

Segundo o internauta, a situação é antiga e exige providências imediatas. “É preciso tomar logo alguma medida para evitar que a rua se transforme em um verdadeiro lago, porque afeta a rotina de todo mundo. E isso aqui é antigo, não é de hoje”, afirmou Luís.

A situação se agrava com os registros de ônibus trafegando em vias alagadas pela capital, colocando em risco tanto os passageiros quanto os demais motoristas. Um outro vídeo, enviado ao Difusora ON, mostra o momento em que um ônibus é conduzido por uma rua inundada pela chuva intensa, enquanto os condutores de veículos menores enfrentam ainda mais dificuldade.

Além dos alagamentos, outra preocupação surge com a queda de árvores durante as tempestades. No bairro Recanto dos Vinhais, uma árvore veio ao chão, interditando uma via e gerando transtornos no trânsito local.

Um morador, que preferiu não se identificar, relata o medo crescente na comunidade, considerando os riscos que a queda de árvores representa, especialmente para crianças e pedestres.
“Imagina se tivesse alguma criança passando na hora? Alguém poderia ter se machucado. Sem falar que quem precisa passar por aqui ainda enfrenta dificuldade na via, capaz de causar um acidente”, desabafou o morador.

Em nota, diz que a Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) informa que a Defesa Civil de São Luís monitora 72 áreas de risco, em diversos bairros da capital, incluindo a região Itaqui-Bacanga.
O monitoramento é realizado por meio de visitas técnicas, vistorias, produção de laudos e encaminhamentos aos órgãos competentes e parceiros.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.