Baleado na cabeça, Mingau deve passar por nova cirurgia no crânio

Mingau, baixista do Ultraje a Rigor, deve passar por uma nova cirurgia no crânio. Baleado na cabeça, numa tentativa de assalto, em setembro do ano passado, o músico segue internado. As informações foram divulgadas pela filha do artista, Isabella Aglio.

“Graças a Deus o quadro dele é estável, por isso deverá se submeter a uma cranioplastia nas próximas semanas para colocar uma prótese na área do osso que foi destruída pelo ferimento e para o tratamento. Depois disso, irá para uma clínica de reabilitação e os prognósticos são bons”, disse.

Aglio aproveitou para dar detalhes da situação financeira da família, que contraiu uma dívida bastante alta, em decorrência dos custos com os cuidados médicos recebidos pelo pai. “Quero aproveitar também pra explicar às pessoas por que pedimos ajuda e o que está sendo feito”, explicou se referindo à vaquinha online realizada por ela.

E continuou: “Quando tudo aconteceu, meu pai foi atendido pelo SUS, onde não tinha neurocirurgião, então ele precisou ser transferido para um hospital autorizado pelo convênio. Dá para imaginar a angústia em que a gente estava com meu pai entre a vida e a morte?”.

Segundo Isabella, os profissionais não tinham parceria com o plano de de Mingau. “Quem iria pensar em conferir se os médicos trazidos por um amigo dele não eram credenciados pelo convênio? Pois foi assim… a família só soube dois meses depois que teria honorários médicos a pagar, uma conta que chegou a R$ 300 mil”, esclareceu.


0

A moça prestou contas do dinheiro doado e frisou que, embora a quantia tenha sido paga, ainda existe o gasto como novo procedimento: “Os amigos mais próximos acompanharam tudo, sugeriram a vaquinha e organizaram o show no Teatro Bradesco. Em quatro meses, essa conta foi quitada. O que mais for arrecadado irá custear a terceira cirurgia, tanto a prótese quanto a equipe médica que o acompanha”.

Isabela Aglio finalizou demonstrando preocupação com Mingau. “Simplesmente não dá para mudar de time, afinal foram esses neurologistas que salvaram a vida do meu pai, e conhecem mais do que ninguém o seu cérebro. E o tratamento de reabilitação que, segundo os médicos, deverá durar muito tempo”, encerrou.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.