Após ser demitida, mulher faz ritual com crânio humano para ex-patrões

Funcionária é suspeita de fazer ritual com crânio humano para ex-patrões (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga uma mulher que teria feito um ritual com crânio humano para ex-patrões, após ser demitida de um comércio, localizado no município de Contagem.

A ex-funcionária foi alvo de um mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Civil nesta terça-feira, 6. A mulher, que não teve a identidade revelada, foi flagrada por câmeras de segurança fazendo um ritual em frente à empresa onde trabalhou até ser demitida. Na ocasião, ela usou um crânio que, após análise pericial, descobriu-se ser humano.

A investigação da PCMG começou após denúncia do possível ritual espiritual realizado na porta do estabelecimento comercial. No local havia um crânio e circulava a informação de que ele seria humano.

Os donos do comércio informaram aos policiais que suspeitavam da antiga colaboradora da empresa. A motivação dela para fazer o ritual seria “um desacerto na rescisão do vínculo trabalhista”, segundo a PCMG.

“Por meio da análise de imagens de câmera de segurança da região, constatou-se que o ritual místico teria sido realizado pela suspeita. Além disso, o crânio deixado próximo ao estabelecimento comercial passou por análise pericial, sendo constatado ser humano”, diz nota enviada pela corporação.

No cumprimento do mandado de busca e apreensão, os agentes encontraram materiais e vestimenta usados pela suspeita no ritual. O caso segue em investigação pela 6ª Delegacia de Polícia Civil em Contagem. A ex-funcionária é suspeita dos crimes de subtração de cadáver, vilipêndio a cadáver e ameaça.

source

Outras notícias

Saiba mais

Comentários

.